Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 20.06.18

As 34 semanas de gravidez do terceiro filho

Purpurina
 Nos últimos 5 anos, a minha vida tem sido estar grávida, amamentar, estar grávida novamente, amamentar e engravidar novamente. E tem sido maravilhoso!Consequentemente, nesta gravidez, sinto-me no meu estado normal e já não assinalo grandes mudanças ou grandes diferenças em relação às outras vezes.Há diferenças sim. Desta vez é um menino, desta vez tive enjoos, tive questões com esta gravidez que não tive antes e deixei de ter outras que tinha tido na gravidez da Lara e da Maria.Posso dizer que nenhuma gravidez é igual ainda assim, são parecidas.
Qui | 14.06.18

As nossas manhãs caóticas ou... como tentamos ensinar os filhos a lidar com a frustração

Purpurina
 A Lara e a Maria têm cada uma uma chávena e uma taça diferentes. As primeiras foram oferecidas, entretanto, uma partiu-se e eu substituí e as miúdas acham graça a ter a louça diferente.Uma destas manhãs, agarrei na primeira taça que vi e coloquei lá a papa de aveia para a Maria. Em 5 minutos a Lara começa a chorar, primeiro baixinho e depois numa berraria. Aquela era a taça dela e ela não queria, de maneira nenhuma, que a Maria a usasse.Primeiro enervei-me um bocado. (...)
Qua | 13.06.18

Eu e a Lara: diferenças e semelhanças

Purpurina
 Dizem que a Lara é parecida comigo. Eu acho que é uma boa mistura entre mim e o pai com mais características minhas: físicas e psicológicas. Mas, olhando bem para ela, é diferente de mim em muitas coisas. É parecida comigo mas está longe de ser igual. E ainda bem.Fisicamente até é parecida nos traços mas tem cores diferentes. A cor da pele é diferente, a cor dos olhos, do cabelo.Psicologicamente é, de facto, mais parecida comigo: é tímida como eu mas muito expansiva (...)
Seg | 11.06.18

Quem me dera que fosse sempre assim!

Purpurina
  As minhas filhas estão naquela fase fantástica - e que suspeito que não dure muito - de adorarem limpar. Sempre que sujam algo não se coíbem nada de agarrar no aspirador pequeno ou num pano para limparem tudo.E a Lara ajuda-me mesmo muito aspirando e limpando debaixo das mesas onde, com uma barriga enorme de 7 meses de gravidez, já não consigo chegar sem me torcer toda. E ela limpa bem, muito bem até!A Maria também adora limpar e chega a gritar por um pano para limpar o (...)
Dom | 10.06.18

Diferenças entre as minhas filhas

Purpurina
As minhas filhas são muito diferentes. Física e psicologicamente. Já estamos habituados a que assim seja e até gostamos muito de ter filhas com características tão diferentes, mas não deixo de me espantar pela forma como essa diferença se manifesta em tudo.Quando vamos até à praia a Lara enfia-se logo na areia: rebola, manda areia ao ar, faz buracos, bolos de areia... enfim, quando chegamos a casa ela tem areia por todo o lado, metida nas unhas e colada à cabeça. É assim (...)
Sab | 09.06.18

Ela "arrumou" o quarto todo sozinha

Purpurina
A Lara chegou ao pé de mim toda feliz e disse que tinha arrumado o quarto todo.Disse-me para ir ver e eu fui.À porta, deparei-me com este belo cenário:   Andando mais um pouco deparei-me com o "segredo" do método. A Lara enfiou os brinquedos todos no berço da Maria! Perante este cenário hilariante não pude fazer outra coisa que não dar-lhe umas dezenas de beijos. Coisa mais safada e fofa da sua mãe. :D     
Qui | 31.05.18

Quando um castigo é uma coisa mesmo boa!

Purpurina
  Já nem me lembro das razões, só do castigo. Naquela tarde e até ao dia seguinte nada de desenhos animados (o que havia de se prolongar por vários dias) e nada de leitura de histórias. Eu e o Milton estávamos sempre perto das miúdas, como sempre, mas elas estavam por sua conta no que dizia respeito ao seu entretenimento (embora o castigo fosse só para a Lara). Não estávamos zangados ou de cara feia. Simplesmente explicamos que seriam aquelas as consequências de determinado (...)
Qua | 30.05.18

Quando a Lara come muito lentamente e nos pede para lhe darmos a comida à boca

Purpurina
 Sempre com alguma calma e serenidade damos-lhe 3 hipóteses: - Damos-lhe a comida e não lemos uma história mais tarde (por exemplo); - Ela come sozinha à velocidade que quer e abdica do tempo de brincadeira que teria se comesse mais depressa;-Come sozinha a uma velocidade razoável e para além de brincar mais tempo, tem a companhia dos pais para brincar e contar histórias. Mas, antes disso, falo-lhe um pouco sobre o “tempo”.   Explico-lhe que o tempo é um dos bens mais (...)
Seg | 28.05.18

As conversas da Lara #7

Purpurina
 Um destes dias a Lara, muito séria, a olhar nos meus olhos e a falar muito devagar diz-me:- Mãe, não quero que digas à Maria que ela também vai tomar conta do bebé. Quando o bebé nascer a Maria ainda é muito pequenina e quem vai tomar conta do bebé sou eu.Eu: Ok 
Dom | 27.05.18

A Maria aos 22 meses

Purpurina
 Com 22 meses a Maria evoluiu bastante em muitas coisas.O que notámos primeiro foi a sua disposição. A personalidade continua forte e decidida mas, de repente, deixou de acordar mal disposta e a reclamar. Acorda sempre bem disposta, umas vezes fica em silêncio sentada, de olhos abertos, a observar as coisas à sua volta ou a brincar com as chuchas e objetos que estão numa bolsa ao lado do berço e, outras vezes, fica a cantarolar e a falar sozinha até alguém a ir tirar do berço.E (...)
Sex | 25.05.18

Elas vão ter um irmãozinho

Purpurina
 E o universo parece considerar que cá por casa até vamos levando bem esta coisa maravilhosa de lidar com várias crianças pequenas ao mesmo tempo porque decidiu presentear-nos com mais um bebé. :)Foi mesmo uma grande surpresa e a melhor coisa que nos aconteceu: vem aí um menino para nos tornar ainda mais felizes!Quando soubemos reagimos de uma forma inacreditável (acho eu): foi natural. Simplesmente aceitámos e ficámos logo muito felizes e com a certeza que seria fantástico ter (...)
Seg | 21.05.18

Histórias de Gatinhos em 5 minutos

Purpurina
 Este foi um dos últimos livros que trouxemos da biblioteca e devo dizer que estamos a gostar imenso dele.O livro tem ao todo 38 pequenas histórias cujos personagens são uma adorável família de gatinhos.São histórias simples e engraçadas, que retratam histórias de infância típicas de uma família comum, que ocupam duas páginas e se leem em 5 minutos.Leio sempre 2, 3, 4 ou mais à Lara, antes de ir dormir e ela gosta mesmo muito. Faz muitas perguntas e identifica-se (...)
Qui | 17.05.18

O "café" da Lara

Purpurina
 A Lara, tal como todas as crianças, quer imitar os adultos em tudo.Quando a mãe bebe café, ela também quer café.Faço-lhe então o seu café com água e cevada, ou outra mistura de cereais sem qualquer cafeína, ou faço-lhe um chá de funcho, sempre numa chávena de café.Ela fica toda feliz e satisfeita. :D 
Ter | 15.05.18

Beliches mesmo giros para 2 ou mais irmãos

Purpurina
 A Lara ainda dorme na sua caminha baixa, montessoriana, que não é mais que um colchão sobre um estrado muito baixinho.A Maria dorme no berço e aí vai dormir durante mais um ano, aproximadamente.Mas já tenho pensado numa solução de cama para as duas há bastante tempo. Sem chegar a grandes conclusões, confesso.O primeiro obstáculo é logo a minha opinião e a do Milton em relação a isso: completamente opostas. A única coisa em que concordamos é que, tendo em consideração o (...)
Qui | 10.05.18

É mesmo preciso um psicólogo?!!!!

Purpurina
 Hoje queria falar de um tema que me anda a deixar um bocadinho apreensiva.Pertenço a alguns grupos de mães no Facebook, grupos esses que me têm ajudado a refletir em diversas situações com que me vou deparando como mãe.Já coloquei várias questões nesses grupos e também vou respondendo a outras mães com base na minha experiência e naquilo que acredito que pode ser útil para outras pessoas. Acredito muito que a troca de experiências e de conhecimentos entre mães pode ser (...)
Qua | 09.05.18

O meu segredo para lidar com as birras aos 4 anos

Purpurina
Sempre considerei a Lara muito bem comportada e obediente.Claro que na fase dos 2 anos foi mais difícil, teve a fase de nos levantar a mão, de fazer birras e de testar os nossos limites mas sempre conseguimos lidar com tudo mais ou menos serenamente e sem grandes stresses.Por volta dos 3 anos já tudo parecia controladíssimo. A Lara nunca mais voltou a tentar bater-nos nem a fazer grandes birras.Agora aos 4, quando já estávamos todos descansadinhos e convencidos de que a fase pior já (...)
Sex | 27.04.18

As nossas manhãs

Purpurina
 Acordamos todos os dias pelas 7h00 da manhã.A Maria é a primeira a acordar e o nosso despertador. A Lara tem sido a última a acordar mas nem sempre é assim, às vezes vem ter ao quarto para pedir para fazer chichi e acorda-nos.A Lara acorda quase sempre bem disposta e exige todos os dias um grande abraço e beijinhos. É o nosso ritual do acordar.  Depois visto-a e levo-a para tomar o pequeno almoço (papas de aveia ou papas de arroz em dias alternados).Entretanto é o Milton que (...)
Qua | 25.10.17

Como é criar filhos nos Açores?

Purpurina
 Vivo nos Açores, em Ponta Delgada, há mais de 7 anos. As minhas filhas nasceram aqui.  Antes, vivia em Lisboa e adorava. Só posso falar sobre a minha experiência a educar crianças nos Açores porque é a única que conheço. Educar crianças nos Açores é bom, é fácil e agradável por vários motivos. 1- Aqui tudo é pertinho: escolas, centros médicos, jardins, parques, praia, piscinas, as casas dos amigos, o local de trabalho. Por ser tudo tão perto, ganhamos imenso (...)
Ter | 05.09.17

Ser mãe também é isto #1

Purpurina
Não ter tempo para tomar banho ou sequer pentear o cabelo.Então, prende-se o cabelo como se pode, repuxando ao máximo à frente e prendendo atrás de uma forma mais ou menos criativa, mais ou menos despenteada, e fingir que o efeito foi propositado.E fazer o mesmo com o cabelo da nossa filha mais velha (a que tem cabelo suficiente para isso) e achar que ela está lindíssima. Só que não. :DE fazer disto uma espécie de forma de estar ao fim de semana e nas férias. E sentirmo-nos (...)