Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 20.07.18

Aqueles dias fantásticos #1

Purpurina
 Ao fim de semana, em que o Milton pode ficar um bocadinho mais na cama e as miúdas portam-se lindamente ao pequeno-almoço.Consigo sentar as duas à mesa e comem, cada uma o pequeno-almoço da sua preferência, sem brigas, sem birras e sem muito barulho.Parecendo que não, há mesmo dias assim. 
Ter | 17.07.18

Coisas de irmãs #3

Purpurina
Acordamos pelas 7h00 da manhã todos os dias.Geralmente a rotina é sempre a mesma: enquanto o Milton toma banho e se despacha, preparo o pequeno-almoço das miúdas e o lanche para levarem para a escola. Depois, enquanto o Milton come, visto as miúdas, lavam os dentes, penteio-as e ficam a ver desenhos animados 8 5 a 10 minutos) até sairem.Se tiver oportunidade aproveito para adiantar alguma refeição como sopa para a noite ou papas de aveia para a Maria comer durante a semana.Consigo (...)
Seg | 16.07.18

Que belo piquenique de São João!

Purpurina
A creche da Maria organizou um piquenique de São João, aberto a familiares e amigos das crianças da creche.Gravidíssima e de pés inchados por causa do calor, achei que era melhor não ir mas a educadora da Maria, com toda a sua sabedoria e boa vontade, insistiu um pouco com o Milton e ainda bem que o fez porque o piquenique foi mesmo muito giro!Fomos com um casal de amigos que também tem dois filhos pequenos (tenho que lhes pedir autorização para colocar os nomes aqui porque falo (...)
Sab | 14.07.18

Coisas de irmãs #2

Purpurina
 A Maria, com 2 anos, imita tudo o que a irmã faz e segue-a para todo o lado.Uma das últimas brincadeiras delas é ficarem deitadas, na sala, a verem desenhos animados.A Lara coloca almofadas no chão, vai buscar uma manta e deitam-se as duas, muito sossegadinhas, a ver desenhos animados. Não sei bem como é que isto funciona mas o facto é que a Maria odedece á irmã e fica ali sossegadinha imenso tempo. E a Lara mostra uma paciência admirável a conversar calmamente com a irmã (...)
Qui | 12.07.18

Senti-me tão feliz pela minha filha! E por mim também.

Purpurina
 Sempre fui uma criança tímida. Hoje ainda sou tímida, mas em criança a minha insegurança e a minha timidez eram muito mais acentuadas, impedindo-me de vivenciar as coisas com descontração e alegria.Nunca tive muitas crianças (ou adultos) com quem brincar e mesmo quando entrei na escola pela primeira vez (ainda tinha 5 anos) nunca fiz muitos amigos nem brincava muito com as outras crianças. Lembro-me de estar permanentemente assustada, insegura e com medo de qualquer coisa. A (...)
Ter | 26.06.18

Ser pai não é nada fácil

Purpurina
 É a melhor coisa do mundo, sem dúvida, ou não estivessemos quase com o terceiro filho em 5 anos, mas apresenta os maiores desafios que já tive que enfrentar. E o que é que não é fácil: Ficar vários anos sem ter uma noite de sono completa e acordar a meio da noite toda estremunhada (eu e o Milton) para mudar roupa de cama com chichi, acalmar um choro (ou dois) e inventar formas de acalmar crianças quando estamos com o cérebro a meio gás. Acordar todos os dias pelas 7h00 da (...)
Seg | 25.06.18

Como gerir e resolver uma birra matinal

Purpurina
  A Lara chegou ao nosso quarto muito bem disposta e pediu para ver desenhos animados. Quando o pai lhe disse que podia ver mas só depois de se vestir e comer, começou a chorar e a gritar que queria ver imediatamente. O facto é que a temos deixado ver desenhos animados assim que acorda (quando acorda antes das 7h00) por isso a sua frustração tinha razão de ser. Com calma explicámos que a partir daquele momento tínhamos uma nova regra em casa: ela podia ver desenhos animados de (...)
Qui | 21.06.18

Porque adoro a escola das miúdas

Purpurina
 Na creche da Maria existe um espaço novo que consiste numa mini quinta, onde são plantados  vários legumes e onde as crianças brincam de vez em quando, explorando a natureza livremente.A Educadora da Maria (que eu adoro) envia-nos ocasionalmente fotos e vídeos das atividades das crianças na creche e da última vez que vi vídeos e fotos da Maria e dos seus colegas na pequena quinta fiquei tão emocionada que chorei baba e ranho. Ok, estou muito grávida o que explica perfeitamente (...)
Qui | 14.06.18

As nossas manhãs caóticas ou... como tentamos ensinar os filhos a lidar com a frustração

Purpurina
 A Lara e a Maria têm cada uma uma chávena e uma taça diferentes. As primeiras foram oferecidas, entretanto, uma partiu-se e eu substituí e as miúdas acham graça a ter a louça diferente.Uma destas manhãs, agarrei na primeira taça que vi e coloquei lá a papa de aveia para a Maria. Em 5 minutos a Lara começa a chorar, primeiro baixinho e depois numa berraria. Aquela era a taça dela e ela não queria, de maneira nenhuma, que a Maria a usasse.Primeiro enervei-me um bocado. (...)
Seg | 11.06.18

Quem me dera que fosse sempre assim!

Purpurina
  As minhas filhas estão naquela fase fantástica - e que suspeito que não dure muito - de adorarem limpar. Sempre que sujam algo não se coíbem nada de agarrar no aspirador pequeno ou num pano para limparem tudo.E a Lara ajuda-me mesmo muito aspirando e limpando debaixo das mesas onde, com uma barriga enorme de 7 meses de gravidez, já não consigo chegar sem me torcer toda. E ela limpa bem, muito bem até!A Maria também adora limpar e chega a gritar por um pano para limpar o (...)
Sex | 01.06.18

Com 4 anos, a Lara usa o iPad e não faz mal

Purpurina
 A Lara começou a usar o iPad bem antes de ter 2 anos. Nunca todos os dias nem durante muito tempo mas usávamos o iPad sobretudo em restaurantes e quando saímos com a Lara e ela não parecia entreter-se com mais nada.Claro que não o usávamos o tempo todo, era mesmo quando nos parecia a hipótese mais viável para ficarmos em sossego num local durante o tempo de uma refeição rápida ou um café. Tanto via desenhos animados como brincava com aplicações para a sua idade.Algumas (...)
Qui | 31.05.18

Quando um castigo é uma coisa mesmo boa!

Purpurina
  Já nem me lembro das razões, só do castigo. Naquela tarde e até ao dia seguinte nada de desenhos animados (o que havia de se prolongar por vários dias) e nada de leitura de histórias. Eu e o Milton estávamos sempre perto das miúdas, como sempre, mas elas estavam por sua conta no que dizia respeito ao seu entretenimento (embora o castigo fosse só para a Lara). Não estávamos zangados ou de cara feia. Simplesmente explicamos que seriam aquelas as consequências de determinado (...)
Qua | 30.05.18

Quando a Lara come muito lentamente e nos pede para lhe darmos a comida à boca

Purpurina
 Sempre com alguma calma e serenidade damos-lhe 3 hipóteses: - Damos-lhe a comida e não lemos uma história mais tarde (por exemplo); - Ela come sozinha à velocidade que quer e abdica do tempo de brincadeira que teria se comesse mais depressa;-Come sozinha a uma velocidade razoável e para além de brincar mais tempo, tem a companhia dos pais para brincar e contar histórias. Mas, antes disso, falo-lhe um pouco sobre o “tempo”.   Explico-lhe que o tempo é um dos bens mais (...)
Seg | 28.05.18

As conversas da Lara #7

Purpurina
 Um destes dias a Lara, muito séria, a olhar nos meus olhos e a falar muito devagar diz-me:- Mãe, não quero que digas à Maria que ela também vai tomar conta do bebé. Quando o bebé nascer a Maria ainda é muito pequenina e quem vai tomar conta do bebé sou eu.Eu: Ok 
Qua | 23.05.18

Os pais de hoje

Purpurina
 Serão os pais de hoje muito diferentes dos pais de há 20 ou 30 anos atrás?Se calhar a maior parte sim, mas talvez nem seja assim tanto.O facto é que não sei dizer como eram a maioria dos pais de antigamente, tampouco como são todos os pais de hoje. Mas posso dizer como é o pai que temos cá em casa.Nas coisas que faz é bem parecido com a mãe, na personalidade e forma de agir, é bem diferente. E ainda bem.Ora vejamos:- O pai cá de casa cozinha, passa a ferro, limpa a casa, lava (...)
Qui | 10.05.18

É mesmo preciso um psicólogo?!!!!

Purpurina
 Hoje queria falar de um tema que me anda a deixar um bocadinho apreensiva.Pertenço a alguns grupos de mães no Facebook, grupos esses que me têm ajudado a refletir em diversas situações com que me vou deparando como mãe.Já coloquei várias questões nesses grupos e também vou respondendo a outras mães com base na minha experiência e naquilo que acredito que pode ser útil para outras pessoas. Acredito muito que a troca de experiências e de conhecimentos entre mães pode ser (...)
Qua | 09.05.18

O meu segredo para lidar com as birras aos 4 anos

Purpurina
Sempre considerei a Lara muito bem comportada e obediente.Claro que na fase dos 2 anos foi mais difícil, teve a fase de nos levantar a mão, de fazer birras e de testar os nossos limites mas sempre conseguimos lidar com tudo mais ou menos serenamente e sem grandes stresses.Por volta dos 3 anos já tudo parecia controladíssimo. A Lara nunca mais voltou a tentar bater-nos nem a fazer grandes birras.Agora aos 4, quando já estávamos todos descansadinhos e convencidos de que a fase pior já (...)
Qua | 02.05.18

Não bato nem grito (ou tento não gritar) com as minhas filhas mas...

Purpurina
  A Lara é uma menina muito bem comportada mas, como muitas crianças de 4 anos, é enérgica e gosta mesmo é de estar sempre na brincadeira.Quando está sentada à mesa continua alegremente a brincar, a fazer malabarismos e caretas e a levantar-se várias vezes durante a refeição.Já lhe explicámos várias vezes, a todas as refeições, que não se levanta da cadeira durante a refeição (a não ser para ir à casa de banho, por exemplo, e sempre pedindo licença), que não se (...)
Seg | 23.04.18

Há dias em que me falta a paciência

Purpurina
  Até esperava ter mais dias desses, tendo em consideração a minha personalidade ansiosa mas creio que não são tantos assim. Há dias que ando mais cansada ou mais nervosa e a minha tolerância encolhe bastante. Nesses dias o tom de voz sobe rapidamente e os gestos tornam-se mais bruscos e impacientes. As situações que me causam mais stress e reações mais exageradas são quando a Lara me desobedece, como quando temos que sair de um parque por exemplo, e ela se recusa. Mesmo (...)
Dom | 11.03.18

Como tenho aplicado o método de Maria Montessori na educação das minhas fiilhas

Purpurina
Já tinha ouvido falar da Maria Montessori - médica e pedagoga conhecida por ter criado o método pedagógico Montessoriano, "que revolucionou a forma como a criança é compreendida e respeitada" - através da youtuber Flávia Calina e das camas Montessorianas, baixinhas e mais adequadas à criança.O meu conhecimento sobre Maria Montessori era bastante genérico e superficial mas, desde que li um livro dela - Montessori em Família - passei a interessar-me bastante pelo seu método.Ret (...)