Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 21.05.18

Histórias de Gatinhos em 5 minutos

Purpurina
 Este foi um dos últimos livros que trouxemos da biblioteca e devo dizer que estamos a gostar imenso dele.O livro tem ao todo 38 pequenas histórias cujos personagens são uma adorável família de gatinhos.São histórias simples e engraçadas, que retratam histórias de infância típicas de uma família comum, que ocupam duas páginas e se leem em 5 minutos.Leio sempre 2, 3, 4 ou mais à Lara, antes de ir dormir e ela gosta mesmo muito. Faz muitas perguntas e identifica-se (...)
Qui | 17.05.18

O "café" da Lara

Purpurina
 A Lara, tal como todas as crianças, quer imitar os adultos em tudo.Quando a mãe bebe café, ela também quer café.Faço-lhe então o seu café com água e cevada, ou outra mistura de cereais sem qualquer cafeína, ou faço-lhe um chá de funcho, sempre numa chávena de café.Ela fica toda feliz e satisfeita. :D 
Ter | 15.05.18

Beliches mesmo giros para 2 ou mais irmãos

Purpurina
 A Lara ainda dorme na sua caminha baixa, montessoriana, que não é mais que um colchão sobre um estrado muito baixinho.A Maria dorme no berço e aí vai dormir durante mais um ano, aproximadamente.Mas já tenho pensado numa solução de cama para as duas há bastante tempo. Sem chegar a grandes conclusões, confesso.O primeiro obstáculo é logo a minha opinião e a do Milton em relação a isso: completamente opostas. A única coisa em que concordamos é que, tendo em consideração o (...)
Qui | 10.05.18

É mesmo preciso um psicólogo?!!!!

Purpurina
 Hoje queria falar de um tema que me anda a deixar um bocadinho apreensiva.Pertenço a alguns grupos de mães no Facebook, grupos esses que me têm ajudado a refletir em diversas situações com que me vou deparando como mãe.Já coloquei várias questões nesses grupos e também vou respondendo a outras mães com base na minha experiência e naquilo que acredito que pode ser útil para outras pessoas. Acredito muito que a troca de experiências e de conhecimentos entre mães pode ser (...)
Qua | 09.05.18

O meu segredo para lidar com as birras aos 4 anos

Purpurina
Sempre considerei a Lara muito bem comportada e obediente.Claro que na fase dos 2 anos foi mais difícil, teve a fase de nos levantar a mão, de fazer birras e de testar os nossos limites mas sempre conseguimos lidar com tudo mais ou menos serenamente e sem grandes stresses.Por volta dos 3 anos já tudo parecia controladíssimo. A Lara nunca mais voltou a tentar bater-nos nem a fazer grandes birras.Agora aos 4, quando já estávamos todos descansadinhos e convencidos de que a fase pior já (...)
Sex | 27.04.18

As nossas manhãs

Purpurina
 Acordamos todos os dias pelas 7h00 da manhã.A Maria é a primeira a acordar e o nosso despertador. A Lara tem sido a última a acordar mas nem sempre é assim, às vezes vem ter ao quarto para pedir para fazer chichi e acorda-nos.A Lara acorda quase sempre bem disposta e exige todos os dias um grande abraço e beijinhos. É o nosso ritual do acordar.  Depois visto-a e levo-a para tomar o pequeno almoço (papas de aveia ou papas de arroz em dias alternados).Entretanto é o Milton que (...)
Qua | 25.10.17

Como é criar filhos nos Açores?

Purpurina
 Vivo nos Açores, em Ponta Delgada, há mais de 7 anos. As minhas filhas nasceram aqui.  Antes, vivia em Lisboa e adorava. Só posso falar sobre a minha experiência a educar crianças nos Açores porque é a única que conheço. Educar crianças nos Açores é bom, é fácil e agradável por vários motivos. 1- Aqui tudo é pertinho: escolas, centros médicos, jardins, parques, praia, piscinas, as casas dos amigos, o local de trabalho. Por ser tudo tão perto, ganhamos imenso (...)
Ter | 05.09.17

Ser mãe também é isto #1

Purpurina
Não ter tempo para tomar banho ou sequer pentear o cabelo.Então, prende-se o cabelo como se pode, repuxando ao máximo à frente e prendendo atrás de uma forma mais ou menos criativa, mais ou menos despenteada, e fingir que o efeito foi propositado.E fazer o mesmo com o cabelo da nossa filha mais velha (a que tem cabelo suficiente para isso) e achar que ela está lindíssima. Só que não. :DE fazer disto uma espécie de forma de estar ao fim de semana e nas férias. E sentirmo-nos (...)
Qui | 31.08.17

Coisas que mudam depois de sermos mães #1

Purpurina
 Antes gostava muito de praia, de fazer castelos na areia, e muralhas, e túneis, e esculturas...Gostava de sentir o sal na pele, gostava das brincadeiras na areia onde se ficava apenas com o pescoço de fora, considerava a areia um esfoliante natural e nem os dias ventosos na praia, qual tempestade de areia no saara, me demoviam de passar todo o tempo que pudesse na praia.Ia para a praia de autocarro, em qualquer altura do ano ou do dia, e até em roupa interior já fui.Gostava de (...)
Sab | 26.08.17

As minhas filhas já dormem no mesmo quarto

Purpurina
Quando viemos de férias aproveitámos toda a bagunça que estava criada com as roupas para lavar e a casa desarrumada, para fazer algumas mudanças. Uma delas foi colocar o berço da Maria no quarto da Lara e alterar a configuração dos móveis para transformar o quarto de uma menina no quarto de duas meninas.Até correu bem. O espaço ficou menor mas até ficou com um ar mais aconchegante e fofinho.Colocámos o berço em frente à cama da Lara e coube mesmo na perfeição. Não (...)
Sab | 12.08.17

Somos tão originais

Purpurina
Que, na noite de festa branca em Ponta Delgada, em vez de ir vestida de branco como exigia o protocolo, fui disfarçada de ventríloco. :P 
Qui | 10.08.17

As fadas dos doces

Purpurina
Na creche da Lara, quando uma criança faz anos, os pais levam um bolinho para o lanche dos meninos. As educadoras recomendam sempre que seja um bolo simples, sem cremes e sem recheio. Em alguns aniversários, existem lembranças para todos os meninos. A Lara já trouxe para casa bolachinhas, uma bandelete com orelhas de Minnie, chocolates, pipocas e rebuçados. As educadoras não dão as lembranças às crianças. Em vez disso, colocam-nas nas mochilas para trazerem para casa ao fim (...)
Dom | 16.07.17

Peculiaridades da maternidade #1

Purpurina
 Acordamos de manhã e reparamos que a de 3 anos fez chichi na cama. Levo a miúda para a banheira, ainda meio a dormir, visto-a  e coloco-a no sofá, onde pretende continuar a dormir (uma vez que na noite anterior levantou-se da cama 20 vezes e só decidiu dormir depois das 23h00). Já com as duas miúdas no sofá, dou as papas de aveia às duas ao mesmo tempo, mas a Maria, de um ano, come 4 vezes mais depressa que a Lara, que faz uma bola com a comida na boca e não mostra grande apetite. A bebé acaba por comer parte das papas da irmã.
Sex | 14.07.17

Identifiquei-me com esta mãe... e não foi pelos melhores motivos

Purpurina
 Ao fim de semana, e mesmo durante a semana ao fim da tarde, gostamos de ir passear com as miúdas a um jardim que tenha parque infantil com baloiços e escorregas.Foi o que fizemos no sábado. A Lara, igual a ela própria (e como qualquer criança) é toda ela energia e macacadas.Tenho feito um exercício interessante que consiste em deixar a Lara estar “à vontade” sem andar sempre atrás dela a limitar-lhe os movimentos e a pedir-lhe cautela. Claro que lhe faço recomendações e (...)
Qui | 29.06.17

Às vezes ter duas filhas é mais fácil que ter só uma

Purpurina
  Quando o dia é aborrecido, estou sozinha com a Maria doente em casa, sem grande êxito para a entreter e, quando chega a Lara, ela ri e esperneia de satisfação. Quando as coloco no parque e ficam a brincar as duas, perfeitamente entretidas, a entenderem-se numa linguagem própria e, sobretudo, felizes e tranquilas. Isto delas já brincarem juntas é uma coisa que me surpreende sempre! A Maria tem quase um ano e a Lara já tem três mas, mesmo assim, não esperava que se (...)
Qua | 28.06.17

Ela olha para a sopa como se estivesse a ver unhas de rinoceronte no prato

Purpurina
Já tinha lido e ouvido falar bastante sobre isto. Sobre esta fase (por volta dos 3, 4 anos) em que os miúdos parecem não querer comer nada. A Lara está nessa fase. Ela sempre comeu bem e de tudo. Podia não apreciar especialmente a sopa mas comia-a sem reclamar se tivesse qualquer coisa para lhe dar graça: queijo, massinhas, fruta ou croutons.Agora nem assim. Assim que vê a sopa, abre muito os olhos, faz um ar verdadeiramente horrorizado de quem está a ver um enorme e peludo (...)
Sex | 23.06.17

Coisas muito doidas de mãe

Purpurina
A Maria tem andado constipada e, consequentemente, muito ranhosa.   Por mais que lhe limpemos o nariz com soro fisiológico e aspiremos a ranhoca com aquele aspirador de nariz para bebés (aquele com um tubinho de plástico em que nós puxamos a ranhoca aspirando o ar com a boca, como se fosse uma palhinha), existem dias em que nunca fica com o nariz completamente dentupido.   De noite costuma ressonar bastante. Nunca pensei que um bebé com menos de um ano pudesse fazeraquele barulho (...)
Sex | 16.06.17

Dizem que é mais fácil com o segundo filho mas não é

Purpurina
   Dizem que é mais fácil com o segundo filho mas não é. A Maria foi para a creche. Foi para a mesma creche onde anda a Lara e onde eu tenho a certeza absoluta que é tratada com cuidado e carinho. Mas, ainda assim, custou muito. Deixar o nosso bebé, a chorar, num ambiente que lhe é estranho, com pessoas que não conhece, é um momento bem desafiante para uma mãe (para não dizer desolador). Eu sei que, fisicamente, ela fica bem. Não tenho dúvida nenhuma que, quem ficou com (...)
Sex | 24.03.17

Verão, aprochega-te depressa

Purpurina
 Nunca fui destas coisas de dar as boas vindas à primavera, ao verão ao outono, ao inverno (alguém dá as boas vindas ao inverno?), ao fim de semana, ao mês de março, e de junho e de agosto, etc, etc, etc. Para mim tanto fazia, até porque cada tempo tem o seu encanto e a sua "fofice". Do que não gosto muito é de ficar muito tempo com o mesmo tempo, com as mesmas roupas, com a mesma temperatura e as mesmas vistas.Mas, este ano, estou cheia de saudades do verão. Parece que o (...)